Cara de tacho


Cara de tacho

Moro em São Carlos faz 5 anos, e nesse tempo raros foram os domingos que não passei a tarde na Praça XV. Cães e seus donos, tapioca, chorinho, banca de revistas, artesanato, cheiro de pão fresco da Guanabara… Quem é Sancarlense sabe do que falo.

Domingo também é dia de ligar pra mãe, e de começar a conversa assim “Oi mãe! To vindo da Praça XV e comi UMA TAPIOCA!!! E você precisava ver um tapete de crochê entrelaçado…”

Bom, hoje consegui reunir meus dois rituais de domingo, mamãe veio passar o fim de semana aqui (milagre!), então a levei para comer tapioca… Mas ao chegar lá… CADÊ A TAPIOCA??? E os cães, crochês, livreiros, tocadores de chorinho??? Uma praça vazia!! E uma cara de tacho: a minha!

Mamãe ficou decepcionada, mas tentou disfarçar, tadinha. Fui informada por uma transeunte que as bancas de quitutes estavam na rodoviária esperando a escola de samba chegar. Quanto à feira de artesanato? Está de férias! Acredite, a feira está de férias.

Voltamos para casa, assistir “qualéamúsica”, já que insisti que fôssemos à pé, para curtir a vista, e ir à pé até a rodoviária é inviável. Por mais que a Tapioca da Bahiana seja de comer rezando.

Sou meio retrógrada, antiga… Tenho minhas manias sistemáticas… E fico deveras incomodada quando minha rotina é quebrada por um evento externo (o carnaval, ele, mais uma vez). Acho que só me recupero da cara de tacho na próxima visita de mamãe que eu puder levá-la comer tapioca.

Um pensamento sobre “Cara de tacho

  1. Pingback: Eu reclamo por pouco! « Sarau

Obrigada pela participação.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s