Teste de paternindade


COPIEI este post!!!! É o seguinte… eu tava procurando “como cuidar de samambaias africanas” no Google e ele “apareceu”! Como adoro blogs… Adorei o post… é de 2006.

Lá vem o chicão, todo peludão, latilá latilá latilá!

fonte: Blog! Blog!


Escutei de um pediatra no fim de semana passado: “O pediatra é um veterinário de gente.”Vai ver é por isso que tantas pessoas treinam a paternidade com animais antes de terem seus próprios seres humanos para cuidar. É difícil encontrar alguém que não tenha um animal de estimação ou que pelo menos não diga que gostaria muito de ter um. Muitos donos chamam seus mascotes de filhos e não têm a menor vergonha de dizer na frente das visitas “Vem, Pitu. Vem cá com a mamãe!”. Isso se justifica quando a gente se dá conta de que alguns animais ou raças de cachorros e gatos têm um custo de vida tão alto quanto o de um filho, excluindo mensalidades de colégio e faculdade. No caso dos cachorros, o adestramento substitui a escola que, em alguns casos, o “pai” paga para que espanquem o “filho” sem que precise sujar as mãos.

Seguindo essa lógica, distribuir animais nas vilas e favelas seria uma forma inteligente de educar a população carente em relação aos prós e contras de ser pai. Afinal, se uma pessoa não é capaz de cuidar de um animal, como é que ela vai ter um filho? Alguns testam a sua paternidade com plantas, mas não é a mesma coisa. Porque a samambaia não rói as pernas da sua cadeira comprada por uma fortuna num antiquário. E mesmo que, por algum milagre, ela venha a fazer isso, não adianta mandar a samambaia para o adestrador. Uma samambaia assim só matando. Ou seja, não basta ser pai, é preciso ter know how para converter aquele animalzinho que chora sem motivo aparente num ser humano normal.

E quando a gente sabe que cumpriu a última etapa da fase de treinamento e já pode abandonar o anti-concepcional? É muito relativo. Você pode ter um animal por 10 anos, mas não cuidar dele como um filho. Cães de guarda são o melhor exemplo. Você não deixaria o seu filho no pátio, cuidando da casa, exposto a perigos mortais, deixaria? Animais como peixes e outros seres criados em aquário também não servem como treinamento. Pais que tiveram aquário têm um perfil superprotetor e costumam isolar seus filhos numa bolha de proteção com uma placa “não bata no vidro” do lado de fora. O mesmo vale para os criadores de pássaros.

Os animais ideais para o treinamento de pais e mães são cachorros de apartamento, gatos e iguanas. Quando você começar a chamar o veterinário de pediatra, pode ter certeza que está preparado para ser pai.

Obrigada pela participação.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s