Arquivos

Susan Boyle: que voz!

Passeando pela internet me deparei com o vídeo abaixo.
Achei que fosse apenas mais uma apresentação do Britsh Got Talent, e resolvi assistir para dar um pouco de risada. A sehoria parecia ser daquelas que da um vexaaaaaame…

Mas que surpresa!!! Ela me levou às lágrimas!!!! Toca lá no fundo…
E fez o Simon sorrir!!! Ah!!!!!

Que linda surpresa… Tem gente por aí falando “julgamos pela capa” e tals, mas o histórico que condena… Quem diria que uma senhorinha escocesa que chega rebolando e fazendo gracinhas cantaria bem?

Damien Rice – 9 Crimes

Neste fim de semana assisti Shrek Terceiro e fiquei com uma música na cabeça. É a que toca quando o Príncipe Artie deixa o castelo de Tão Tão Distante achando que fora usado por Shrek. A música é muito linda! Eu percebi de cara que era o Damian Rice cantando… Mas foi difícil achar o nome na net!

O nome dela é “9 Crimes”, é um dueto com “Lisa”.  A partir do nome achei até o clip no youtube. Está como link pois não to mais conseguindo postar vídeos aqui… 😦

Aparentemente não tem ligação “oficial” com o filme (ou estou errada?). De qualquer forma, como demorei para encontrar, resolvi postar aqui, com a letra, para quem mais estiver procurando.

Damien Rice – 9 Crimes
leave me out with the waste this is not what i do
it’s the wrong kind of place to be thinking of you
it’s the wrong time for somebody new
it’s a small crime and i got no excuse
and is that alright yeah?
i give my gun away when it’s loaded
is that alright yeah?
if you don’t shoot it how am i supposed to hold it?
is that alright yeah?
i give my gun away when it’s loaded
is that alright yeah, with you?
leave me out with the waste this is not what i do
it’s the wrong kind of place to be cheating on you
it’s the wrong time she’s pulling me through
it’s a small crime and i got no excuse
and is that alright yeah?
if i give my gun away when it’s loaded
is that alright yeah?
if you don’t shoot it how am i supposed to hold it?
is that alright yeah?
i give my gun away when it’s loaded
is that alright?
is that alright with you?
is that alright yeah?
if i give my gun away when it’s loaded
is that alright yeah?
if you don’t shoot it how am i supposed to hold it?
is that alright yeah?
i give my gun away when it’s loaded
is that alright
is that alright with you
and is that alright yeah?
is that alright
is that alright
is that alright with you?
no?

E vem aí… A era do gelo 3!

cartaz a era do gelo 3

A era dos dinossauros!

Desta vez a história do filme “A era do gelo” vai se passar na era dos dinossauros. Depois de viver aventuras com humanos no filme 1, e de escapar da extinsão no filme 2, o esquilinho Scrat vai conhecer os maiores animais que já habitaram a Terra: os dinossauros!

Uma novidade tecnológica é que serão produzidos em 3D, ou seja, precisaremos de óculos para assisti-lo.

Infelizmente (para a minha ansiosidade) o filme só sai em 2009. Mas até lá, tem um trailer que já nos deixa postados nas filas, com pipoca e refri nas mãos!.

José Mirosmar de Camargo Luciano

O que terá feito a este cidadão José Miosmar de Camargo Luciano, para que ele lhe confira tanto apreço? Comovente, é o amoooooor!

Bem, eu sei que o Zezé é o Mirosmar de Camargo… Mas não sabia que era Luciano também… hehehe

Será que este indivíduo também é filho de Francisco? 8) Dizem ser o novo Jeremias do Youtube…

Tocando em Frente

Tocando em Frente

Almir Sater

Composição: Almir Sater e Renato Teixeira

Ando devagar porque já tive pressa
Levo esse sorriso porque já chorei demais
Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe
Só levo a certeza de que muito pouco eu sei
Eu nada sei

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir

Penso que cumprir a vida seja simplesmente
Compreender a marcha e ir tocando em frente
Como um velho boiadeiro levando a boiada
Eu vou tocando os dias pela longa estrada eu vou
Estrada eu sou

Conhecer as manhas e as manhãs,
O sabor das massas e das maçãs,
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir

Todo mundo ama um dia todo mundo chora,
Um dia a gente chega, e no outro vai embora
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

Conhecer as manhas e as manhãs
O sabor das massas e das maçãs
É preciso amor pra poder pulsar,
É preciso paz pra poder sorrir,
É preciso a chuva para florir

Ando devagar porque já tive pressa
Levo esse sorriso porque já chorei demais
Cada um de nós compõe a sua história,
Cada ser em si carrega o dom de ser capaz
E ser feliz

estrada

“Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal” – EU VI!

CARTAZ_INDIANA

Desde a Última Cruzada que os fãs de Indiana Jones aguardam pelo quarto filme da série. Pois bem, nesta semana estreiou o NOVO filme de Steven Spilberg e George Lucas: Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Indiana Jones and the Kingdom of the Cystal Skull) em todo Brasil. Eu fui na estréia em Araraquara!

O filme é ótimo, muito melhor do que eu esperava. Eu tinha medo que por ser feito com tecnologia muito mais avançadas que os outros três, tivesse tantos efeitos especiais que ficasse com cara de Matrix. Mas não, é Indiana Jones mesmo. Mesmo estilo, mesma música, mesmo chicote… Mas 20 anos mais velho!

Meus Deus, como Harison Ford envelheceu! Eu vi vários outros filmes recentes com ele, mas vê-lo com a roupa de Indiana (com o famoso chapéu de couro) nos faz ter a real dimensão de como o tempo passou. Para mim também, hehehe, eu tinha 6 aninhos no lançamento de “A Última Cruzada”.

elenco_INDIANA Elenco do filme junto de Spilberg, o diretor

No filme os personagens partem em uma aventura em busca de um crânio de cristal, feito por uma antiga civilização perdida, de uma cidade lendária escondida na Amazônia. E eles vem parar no Brasil! Olha só como somos importantes.

Jones é um senhor professor de universidade e tem um filho, Henry Jones Terceiro (para quem não lembra, Henry é o nome verdadeiro de Indiana. Lembram do pai dele, Sean Connery, gritando por Júúúúnior nos outros filmes?).

Outra coisa que eu tinha medo é que o filho dele fosse um “substituto” de meia tigela… Mas o moleque é bom sim, e não chega a roubar a cena. Uma das coisa mais hilárias é ele andando de moto em alta velocidade com um senhorzinho (o pai) na garupa.

Ouvi no rádio uma entrevista com George Lucas sobre o filme. Ele dizia que vem um quinto por aí (viva!) e que neste quinto o filho será o novo herói “Indiana Jones” e Harison Ford será coadjuvante, assim como foi Sean Connery nos filmes passados.

Dizia também que muitos xingariam o filme por ser tão simples, em uma época de armar lasers e tudo mais. Mas Indiana Jones é antigo, o filme se passa no fim da década de 50, não seria bom colocar muitos elementos fantasiosos.

Enfim, é mais um filme de Indiana Jones. No início ao ver os nomes de Spilberg, Lucas, Ford e é claro, John Williams, o autor da música, você já se sente em boas mãos.

Eu recomendo fortemente que você levante este traseiro do computador e vá ao cinema! Ou vai dizer que não ficou com a musiquinha na cabeça só de ler este post? 😉