Arquivo de Tag | casamento

Pensamentos Masculinos

pensamentos masculinos

pensamentos masculinos

Anúncios

Gamofobia!

Gamofobia é o medo de casamento, é um distúrbio psíquico que se traduz num medo mórbido, irracional, desproporcional, persistente e repugnante do matrimônio.

Será que sofro disso?

Já faz um tempo que tenho “enrolado” meu namorado. Ele queria casar, ter filhos… Perguntei: “- Não podemos ter um cachorro?” E aqui está o Chicão, nosso filhote peludo.

Por esses dias concordei em “pensar a respeito”…

É uma coisa estranha, por que a gente se dá super bem, e com certeza, ELE É O CARA. A tampa da panela, metade da laranja e blá blá blá. É amor mesmo.

Mas sei lá… O casamento da minha mãe não deu certo e cresci ouvindo que era uma coisa ruim, que nenhum homem presta… Eu sei que isso tudo são mágoas dela e que minha vida é um livro com páginas em branco, ou seja, tudo vai ser diferente. Agora, dar uma caneta para o Paulo ajudar a escrever é outra história.

Será? Será?

Lavar cuecas, compartilhar banheiro, passar camisas…

Em compensação, acordar junto, ter companhia nas refeições, cumplicidade…

Enfim, só sei que tudo o que faço, gosto de fazer direito, se não nem começo! Então se for mesmo pra ter casório, quero flores de laranjeira, catedral, bonequinhos em cima de bolo de andares e lua de mel. Do jeito que sou neurótica e ansiosa, vou estar com tudo pronto e preparado um ano antes, hehehe

By Panos Photographics in flickr.com - Nikos Quality Cakes set

Li um post muito legal sobre isso em um blog. Se gostou do assunto, passe por lá, é o Tudo Sobre Eva

=)

No começo Deus criou o mundo e descansou. Então, Ele criou o homem e descansou. Depois, criou a mulher.
Desde então, nem Deus, nem o homem, nem o Mundo tiveram mais descanso.
Quando o nosso cortador de grama quebrou, minha mulher ficava sempre me dando a entender que eu deveria consertá-lo. Mas eu sempre acabava tendo outra coisa para cuidar antes: o caminhão, o carro, a pesca, sempre alguma coisa mais importante para mim.
Finalmente ela pensou num jeito esperto de me convencer. Certo dia, ao chegar a casa, encontrei-a sentada na grama alta, ocupada em podá-la com uma tesourinha de costura. Eu olhei em silêncio por um tempo, me emocionei bastante e depois entrei em casa.
Em alguns minutos eu voltei com uma escova de dentes e entreguei-lhe.
” – Quando você terminar de cortar a grama,” disse eu , “você pode também varrer a calçada.”
Depois disso não me lembro de mais nada. Os médicos dizem que eu voltarei a andar, mas mancarei pelo resto da vida”. “O casamento é uma relação entre duas pessoas na qual uma está sempre certa e a outra é o marido…”