Arquivo de Tag | cinema

Milho que não sabe desenhar

Conheci um blog novo ontem, o Cara de Milho.

Engraçadão, da pra perder um bom tempo por lá. ADORO história de blogueiros… Afinal, é para isso que estamos aqui, ou não é?

Vou até roubar uma tirinha dele, hehehe.

tirinha do cara de milho

Ah, não to xingando o desenho do cara não, achei bem legal! O “não sabe desenhar” é por conta do título do post dele. [;)]

AS 100 COISAS A FAZER QUANDO ME TORNAR UM SENHOR DO MAL

fonte: http://www.hiro.com.br/download/textos/Senhor%20do%20Mal.txt

1. Minhas Legiões do Terror terão capacetes com visores de acrílico, e não placas tampando o campo de visão.

2. Meus dutos de ventilação serão pequenos demais para alguém rastejar por eles.

3. Meu nobre meio irmão, do qual usurpei o trono, será morto, não mantido anônimo em uma cela esquecida em minha masmorra.

4. Fuzilamento não é bom demais para meus inimigos.

5. O Artefato que é a fonte de meu poder não será mantido na Montanha do Desespero, além do Rio de Fogo guardado pelos Dragões da Eternidade. Será mantido em uma caixa forte convencional. Isso também se aplica ao objeto que é minha única fraqueza.

Continuar lendo

Damien Rice – 9 Crimes

Neste fim de semana assisti Shrek Terceiro e fiquei com uma música na cabeça. É a que toca quando o Príncipe Artie deixa o castelo de Tão Tão Distante achando que fora usado por Shrek. A música é muito linda! Eu percebi de cara que era o Damian Rice cantando… Mas foi difícil achar o nome na net!

O nome dela é “9 Crimes”, é um dueto com “Lisa”.  A partir do nome achei até o clip no youtube. Está como link pois não to mais conseguindo postar vídeos aqui… 😦

Aparentemente não tem ligação “oficial” com o filme (ou estou errada?). De qualquer forma, como demorei para encontrar, resolvi postar aqui, com a letra, para quem mais estiver procurando.

Damien Rice – 9 Crimes
leave me out with the waste this is not what i do
it’s the wrong kind of place to be thinking of you
it’s the wrong time for somebody new
it’s a small crime and i got no excuse
and is that alright yeah?
i give my gun away when it’s loaded
is that alright yeah?
if you don’t shoot it how am i supposed to hold it?
is that alright yeah?
i give my gun away when it’s loaded
is that alright yeah, with you?
leave me out with the waste this is not what i do
it’s the wrong kind of place to be cheating on you
it’s the wrong time she’s pulling me through
it’s a small crime and i got no excuse
and is that alright yeah?
if i give my gun away when it’s loaded
is that alright yeah?
if you don’t shoot it how am i supposed to hold it?
is that alright yeah?
i give my gun away when it’s loaded
is that alright?
is that alright with you?
is that alright yeah?
if i give my gun away when it’s loaded
is that alright yeah?
if you don’t shoot it how am i supposed to hold it?
is that alright yeah?
i give my gun away when it’s loaded
is that alright
is that alright with you
and is that alright yeah?
is that alright
is that alright
is that alright with you?
no?

E vem aí… A era do gelo 3!

cartaz a era do gelo 3

A era dos dinossauros!

Desta vez a história do filme “A era do gelo” vai se passar na era dos dinossauros. Depois de viver aventuras com humanos no filme 1, e de escapar da extinsão no filme 2, o esquilinho Scrat vai conhecer os maiores animais que já habitaram a Terra: os dinossauros!

Uma novidade tecnológica é que serão produzidos em 3D, ou seja, precisaremos de óculos para assisti-lo.

Infelizmente (para a minha ansiosidade) o filme só sai em 2009. Mas até lá, tem um trailer que já nos deixa postados nas filas, com pipoca e refri nas mãos!.

Dica de filme: “O som do coração”

O som do coração

o som do coracao

o som do coração

A história do filme “O som do coração” possui uma leveza e sensibilidade que enche os corações e ouvidos.
Conta a história de um garoto órfão (COM ACENTOOOO EU ME RECUSO!) que ouve a música da vida, e resolve fazer música, para que seus pais o encontrem.

Um bom pedaço do filme não tem diálogo, apenas música, e é bem isso que vai nas profundezas de nossa alma e invade cada célula de nosso coração. O filme é ótimo, e não tem pretensão nenhuma de mudar a sua vida ou discutir alguma visão política atual. É pura poesia e encanto.

Recomendo fortemente que o assista, não com um lenço no bolso, mas com uma toalha felpuda nas mãos.

Ah, ele está em cartaz no telecine e conta com a participação de Robin Williams em um papel dramático – ele é bárbaro!

Notes:

– Yahoo cinema http://br.cinema.yahoo.com/filme/14947

Telecine:

  • O filme conta a história fantástica de August Rush, um menino que se apresenta nas ruas e que possui um dom musical surpreendente, só que o seu maior sonho é encontrar seus pais, que o abandonaram ainda bebê em um orfanato. Adaptação do livro da diretora do filme Kirsten Sheridan.
  • A trilha sonora é um dos destaques do filme. Dois anos antes da produção, os cineastas começaram a procurar materiais originais que os ajudariam a contar a história. O resultado foi uma trilha eclética, dinâmica e com mais de 40 peças de música contendo uma série de escalas desde um solo de gaita até uma orquestra sinfônica completa. Quem assina este trabalho é o ganhador do Prêmio Grammy, Mark Mancina. A produção recebeu uma indicação ao Oscar de canção original pela música “Raise It Up”.
  • O violonista brasileiro Heitor Pereira compôs a música que Highmore e Meyers tocam juntos no parque. O nome da canção é “Dueling Guitars”, tocada por Pereira e Doug Smith e produzida por Mark Mancina.

Marley e eu, o filme! (2)

marley-and-me-2

O mais lindo presente de Natal está para chegar. Dia 24/12/2008 será lançado o filme que promete invadir os corações de todo mundo. Marley and me, the movie!

Estava trabalhando quando “trombei” com o trailer do filme Marley e Eu: http://www.marleyandmemovie.com. Acabei chorando como boba em frente ao PC.
Dá vontade de sair correndo, comprar pipocas, sentar na fila do cinema e ficar esperando até o filme começar (em 1,5 mês!).

Se tudo correr bem comprarei minha versão capa dura em inglês 🙂 antes do filme chegar.

Tópicos relacionados: